Português English Español

Encontre no Pantanal

Cidades do Pantanal

O Pantanal

Pescaria

Info

Home › Fauna e Flora › Peixes

Tudo A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Foto: ARQUIVO SEMATUR - Cáceres-MT

Pacu, pacu-caranha, caranha

Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887)

Medida para captura: entre 46 cm e 57 cm
Abaixo ou acima dessa medida é proibido a sua captura (Lei n° 9.893)

Existem várias espécies de Pacu, como o Pacu-Peva e o Pacu-Prata entre outras com as mesmas características. É um peixe omnívoro, predominantemente herbívoro, alimenta-se também dos frutos que caem na água. Normalmente a pesca do Pacu é feita embarcada, para facilitar sua procura nos lugares mais prováveis de os encontrar: Pequenos corixos, baías, saídas de águas dos campos alagados, remansos de rios com árvores frutíferas às margens. O silêncio é importantíssimo nessa pesca. Recomenda-se não usar poita, portanto amarra-se o barco em camalotes ou galhadas. O Pacu chega a atingir 18 Kg ou mais, porém não é muito comum fisgar exemplares desse porte.

Equipamento:

O mais usado é o mais simples possível. Compõe-se basicamente de vara de bambu com ponta grossa, e linha bitola 0.5 a 0.7, do tamanho da vara. Pequeno encastoado, e anzol especial, (haste curta), 5/0 a 8/0. Quando há chumbada, varia o peso conforme a correnteza. Os anzóis menores são usados na modalidade batida, e os maiores na pesca de fundo; aí então, pode-se usar varas com molinetes ou carretilhas.

Iscas:

Tucum, laranjinha do Pantanal, bolinhas de farinha de mandioca pouco cozidas, figos selvagens, coquinhos diversos, jenipapo, caranguejo, etc... Espécie de grande importância pela sua carne saborosa, seu tamanho mínimo de captura é de 40 cm de comprimento.