Português English Español

Encontre no Pantanal

Cidades do Pantanal

O Pantanal

Pescaria

Info

Home › Notícias
12/01/2012

Tangará da Serra não ficará de fora da rota da Copa de 2014

Só Notícias



Apesar de não constar entre os 10 municípios mato-grossenses divulgados pelo Ministério do Turismo como destinos turísticos próximos às cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, Tangará da Serra fará parte da rota do maior evento do futebol mundial. Segundo o prefeito Saturnino Masson, a Administração vem há tempos se mobilizando para integrar a rota da Copa do Pantanal e não seria agora que o município ficaria de fora do contexto do grande evento.

Gestões em prol das obras do aeroporto municipal, da sinalização turística e no Centro de Eventos são alguns dos exemplos da disposição do Executivo em relação ao grande certame internacional. "Nós estamos trabalhando esta questão. Temos o apoio do Governo do Estado e contamos com o trabalho do deputado estadual Wagner Ramos. Estamos fazendo o nosso dever de casa, com as secretarias de Turismo e de Indústria, Comércio e Serviços", disse o prefeito.

O secretário de Turismo do município, Guilherme Schenkel, observa que o fato de não figurar entre os dez municípios considerados destinos turísticos nas proximidades da cidade-sede Cuiabá não significa que Tangará da Serra ficará de fora da rota da Copa do Pantanal. Schenkel explica que esta rota não ficará restrita aos 10 municípios mencionados pelo Ministério do Turismo - Cuiabá, Cáceres, Poconé, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Campo Verde, Jaciara, Juscimeira, Nobres e Alta Floresta. "Temos mantido diálogos com a secretária Teté Bezerra (de Estado de Desenvolvimento do Turismo) e também com o deputado Wagner Ramos. O município receberá investimentos antes da Copa justamente para atender toda a demanda que virá com o evento", explicou.

Guilherme Schenkel considera que as obras do aeroporto, que integrarão o cronograma do Estado para a Copa, além do Centro de Eventos e da sinalização turística, além da infraestrutura em hotéis, bares, restaurantes e atrativos turísticos, indicam a importância de Tangará no contexto da Copa do Pantanal. "Temos uma rede hoteleira com 1.400 leitos, 60 bares e restaurantes com gastronomia diversificada e os nossos pontos turísticos que são destaque até mesmo fora de Mato Grosso. O Estado não pode abrir mão da nossa estrutura durante um evento como a Copa do Mundo", afirmou.

O secretário lembrou também dos cursos de qualificação realizados em Tangará justamente em função do grande evento. Parcerias com o Governo do Estado e com o Senac, por exemplo, já renderam diplomas de cursos de qualificação para dezenas de profissionais nas áreas de gerência e recepção de hotéis, camareiras, rotinas de bares e restaurantes, manipulação de alimentos, frentistas, entre outros.

Outra questão salientada por Schenkel diz respeito à regularização fundiária de pontos turísticos, o que em Tangará da Serra está consolidado há anos. "Enquanto nossos pontos estão regularizados, outros municípios passam por problemas nesse sentido e isso pesará na hora de receber os turistas", considerou Schenkel, que não descarta a possibilidade de Tangará da Serra ser incluída na relação de destinos divulgada recentemente pelo Ministério do Turismo.

Segundo a assessoria do Executivo, o prefeito Saturnino Masson e os secretários Guilherme Schenkel - de Turismo - e Suedir Ribas - de Indústria, Comércio e Serviços - deverão agendar audiências junto ao Governo do estado nos próximos dias para tratar da questão envolvendo o município e a Copa do Mundo em Mato Grosso.

Compartilhe: